Faz parte do ciclo do Magic

Facebook

É o ciclo

O Magic copiar a vida e a vida inspira o Magic. Assim como a vida, o Magic tem seu ciclo e felizmente para uns e infelizmente para outros, cartas se vão “away” do formato Standard indo parar em um arquivo onde só formatos eternos permitem relembrar como se joga com aquela carta.

Assim como na vida, pessoas nascem, o Magic traz coisas novas para o Meta T2 que é tão jogado. Cartas “nascem” e entram na história do melhor card game do mundo e rodam por 1 ou 2 anos até que rotaciona e lá vem o ciclo da vida, ou melhor, do Magic!

Lembro que na minha época, lá antes dos anos 2000, mais precisamente anos 90, existia um deck que eu amava jogar que chamava-se Cursed Stomp (Um Stomp que era como se fosse um MidRange). Eu era a pessoa que melhor jogava com aquele deck e era um deck inesquecível. Mas, assim como na vida, o Magic tem seu ciclo e o o Cursed Stomp “envelheceu” e “descansou” para dar lugar a novos decks que estavam “nascendo”.

Lembro também do bloco de Mirrodin onde existia um deck chamado que eu adorava jogar com aquele baralho. Como era bom chegar no 5° turno e fechar um “Nail” pegando o e o ou outras criaturas mais convenientes.

Eu poderia tecer vários decks que já montei em diferentes épocas e o quanto eu me diverti com todos esses decks, fui feliz demais ao ver novos decks nascerem e pude acompanhar de perto e jogar com esses decks ao mesmo tempo e quando o player se apega ao deck, vem o ciclo do MTG e de repente, você percebe que seu deck que tanto deu alegrias, agora está descansando em paz e dando lugar à outros decks.

O Magic copia a vida e a vida inspira o Magic!

Tem algum deck que marcou sua vida? Deixe nos comentários!

Tmj!

Leave a Reply

Your email address will not be published.